sábado, 4 de abril de 2009

Fomento à redução de custos da Banda Larga no Brasil: Aprovado acesso à Internet pela Rede Elétrica (PLC)

Crystal_Clear_app_Internet_Connection_ToolsImagine usar a tomada de energia elétrica para acessar a Internet, conectar o computador, transmitir e-mails e baixar vídeos em alta velocidade. Essa possibilidade pode parecer futurologia, mas é uma realidade no Brasil, desde a última quinta-feira.

O conselho diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou no último dia 02/Abr (quinta-feira) o acesso à Internet em Banda Larga por meio da Rede Elétrica (PLC - Power Line Communications[i]). Ação estruturante muito bemvinda, pois a quantidade de e-consumidores é diretamente proporcional à quantidade de usuários de Internet em Banda Larga.

plc

De acordo com a conselheira Emília Ribeiro as empresas já podem solicitar à Anatel autorização para atuar com o sistema.

A conselheira admite que as Empresas de Telefonia posicionaram-se contra o sistema temendo a concorrência. "Não há problema algum. São competidores a mais no mercado para o serviço e a Anatel tem o dever de fomentar a ampliação da competição", afirmou.

Este é mais um excelente exemplo da importância da operação conjunta entre entidades do Governo. Sem a cooperação operacional ocorrida entre as agências reguladoras de telecomunicações (Anatel) e de energia elétrica (Aneel) na preparação das regras para o novo sistema, o lançamento comercial no Brasil da tecnologia Power Line Communication (PLC) não seria possível.

Tecnicamente, as redes das distribuidoras de energia elétrica estão prontas para prestar esse serviço - bastando algumas adaptações de baixo custo. Basicamente, será necessário instalar roteadores nos postes para direcionar a transmissão de dados e um modem na casa ou no escritório do cliente, parecido com os aparelhos que as Empresas de Telefonia ou de TV a Cabo usam para fornecer acesso à Internet.

PLC Network Diagram


[i] PLC (Power Line Communications): O Sistema de Powerline Carrier, também chamado OPLAT (Ondas Portadoras em Linhas de Alta Tensão), consiste na tecnologia que utiliza uma das redes com maior capilaridade em todo o mundo: a rede de energia elétrica. O conceito no qual se baseia este tecnologia não é novo. Ele consiste em transmitir dados e voz em banda larga pela rede de energia elétrica. Como utiliza uma infra-estrutura já disponível, não necessita de obras em uma edificação para ser implantada.

2 comentários:

Daniel disse...

Vi testes de tráfego de dados via rede elétrica na Copel, em Curitiba em 1998 ou 99. A liberação demorou tanto, muito mais por pressões politicas e desejos de pequenos grupos que manipulam este país, do que por restrições técnicas. Hoje sofremos de um cartel de poucas empresas que prestam ums serviço ruim e caro. Que este novo meio permita mais qualidade e menor preço.

niro disse...

JUSTAMENTE OQ FALTAVA PARA APRIMORAR A INTERNT,SÓ QUEREMOS SABER O CUSTO DISSO PORQUE O ROUBO DOS PROVEDORES E O CUSTO DO TURBO É ALTO UMA FAMILIA COM RENDA BAIXA NÃO TERA CONDIÇÕES DE DAR A SEUS FILHOS ESTE TIPO DE INTERNT.GOSTRIA MUITO DE DEBATER SOBRE ISSO SOU POBRE TENHO FILOS ESTUDANDO,QUE USAM A INTERNET DIARIAMENTEPARA PESQUIZA E ME CUSTA CARO OK(NIRO)